quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Uma Minoria Indefesa.




Na internet, por um momento, parece que estamos cercados de todos os lados de militantes políticos, altamente esclarecidos e cultos, defendendo suas ideologias. No segundo seguinte, percebe-se uma horda de superficialidade, vaidade e exibicionismo inútil que faz das redes sociais um espaço que, para fins de utilidade pública, só e utilizado mesmo para amplificar os números e os bolsos dos gigantes digitais. 
Cidadãos de bem, ou não, cuja experiência leitora não passa de meia dúzia de posts mal feitos, tornam-se os paladinos das ideologias, sustentam as utopias, cerram os punhos e viralizam a revolução e os movimentos sociais. 
Num país em que 80% dos seus leitores não compreendem o que lêem, é justo admitir que aqueles que se arriscam formar opinião, mal sabem do que estão falando? 
É. É justo e correto afirmar que nossa imensa horda de leitores (maioria não lê este blog, ainda bem) mal entendem os manifestos, movimentos populares, movimentos sociais e a impregnação de bobagens ditas libertárias, mas que no fundo, estão tomadas de ações contra a democracia e livre iniciativa. Argumentam estarem do lado dos pobres e indefesos, mas estão participando somente de um plano político, cuja manutenção está claramente estampada nas bobagens ditas por aqueles que pouco entendem, ou não fazem questão de entender. E depois vão concretizar sua infâmia, em tentativas espúrias de convencer outros a entrarem no seu aprisco, à espera de um benefício de um pastor pilantra que somente lhes deixa os restos do seu banquete, gordo e capitalista.

E para piorar, sabemos que na virtualidade das ideologias revolucionárias, a minoria que sabe ler jamais será defendida.  

 



 

Nenhum comentário: