quarta-feira, 27 de julho de 2016

É Músico? Conheça 05 Fatores que Prejudicam a Música Independente



Ser músico independente é, além de matar um ou dois leões por dia, deparar-se com os obstáculos que a atividade revela pelo caminho. Conheça  05  pedras que não rolam tão facilmente.




O músico independente de hoje não terá um lugar ao sol.  Ele não será descoberto por um olheiro, como no passado, e não assinará um contrato que mudará sua vida por ter feito uma composição sensacional, ou uma interpretação inesquecível. Talvez se entrar numa destas humilhantes maratonas em reality shows franquiados, mas é só um talvez. E mesmo nestes casos, a música independente sempre está em segundo plano.

Hoje a internet tornou-se uma poderosa aliada. Com ela o acesso ficar mais rápido, a ligação entre o artista  e o público é cada vez mais constante, e a comunicação passa a ser responsabilidade do próprio artista, ao invés do staff gigantesco que precisaria em outros tempos,  com gravadoras, agências gigantes de comunicação, estúdios caríssimos, etc.

Mas mesmo com a velocidade de propagação da internet, permanecem alguns fatores que impedem o crescimento e a potencialização da música independente, separei quatro dos mais graves. 

A falta de  auto-produção

O artista hoje precisa se auto-produzir. Fazer sua própria comunicação, encontrar a linguagem mais adequada para divulgar sua arte, e cuidar além de tudo isso cuidar do seu "produto", ou seja, ensaiar, escrever, pintar, enfim, praticar a sua arte. Muitos artistas não estão dispostos a fazer isso, por ainda acreditarem nos olheiros, nas gravadoras, e em contratos que mudarão suas vidas.  O que não perceberam é que as chances disso acontecer, sem a auto-produção são ainda menores. Pense nisso. 

A rejeição à arte independente

As produções artísticas locais vivem em constante conflito com tudo aquilo que já é consagrado ou está no mainstream . Como essas produções já contam com uma pesada estrutura midiática, a comunicação acaba sofrendo um ruído natural, e que apaga a presença dos artistas independentes. A rejeição acontece, portanto, por falta de conhecimento da diversidade artística que existe na cidade ou no bairro,  agravada por uma falta de comunicação adequada dos artistas.

Bares e Casas Noturnas 

O cachê nem sempre é justo, e a música tem que ser cover. Bares e casas noturnas contratam músicos para que façam o que lhes é pedido. São poucos os locais que se dispõe a fazer concessões para a música autoral, e quando o fazem, fazem em dias de pouco movimento. Lembro que não é obrigação dos proprietários de casas noturnas fazer isso. Mas que o cachê deveria melhorar, ah isso deveria.

Falta de Profissionalismo

O artista, definitivamente, na maioria dos casos, precisa de ajuda. Sim, entender que horários e prazos são para ser cumpridos. A arte não dá nenhuma licença poética para a falta de comunicação, atrasos, chiliques e outras coisas que são romantizadas pela mídia como sendo expressões do talento de pessoas perturbadas pelo próprio talento. Balela,  se você não é o Mick Jagger, supere isso ou vai ter chilique no meio-fio, sozinho com uma garrafa de vinho barato. Ou se for para morrer aos 27, que seja famoso por um trabalho bem feito. 

O Jabá

Neguem o quanto quiser, mas o jabá vive.  Figura antes considerada mitológica, é presença certa nos grandes meios de comunicação, e naqueles nem tão grandes assim. Funciona da seguinte maneira: Um artista qualquer, que faz um estilo de arte superficial e comercial, faz um acordo de pagamento à um grupo de meios de comunicação, agências e outros que possam alavancar sua carreira. Como? Por exemplo, tocando sua música repetidamente, sendo convidado para vários programas populares de auditório, emplacando música em alguma novela etc. Quem não tem grana, só chora, não mama.

Driblar esse último fator não é tarefa para qualquer um. Até hoje não há uma explicação convincente do ECAD sobre a forma de arrecadação de direitos autorais para os músicos, por exemplo. Há toda uma estrutura viciada em torno de um sistema que só funciona para o pessoal do mainstream e do jabá, e esses dois fatores são agravados pelos outros dois. Não há poder de reação.

Logicamente que os artistas independentes terão de fazer sua parte para resolver essas questões. Comunicação e auto-produção ajudam a fidelizar o verdadeiro público da sua arte. Existem também as web rádios, que funcionam bem como conteúdo complementar à sua divulgação nas redes sociais e nos seus shows. Falarei mais sobre isso em outro post.

E você,  qual a sua opinião sobre o cenário independente aí da sua cidade? Citaria mais algum fator que atrapalha a música independente?  Comente aqui ou nas redes sociais! 




Nenhum comentário: