quinta-feira, 19 de novembro de 2009

O final de ano está chegando e...

Com ele uma série de novidades das mais criativas, começando pelo espetacular espetáculo de fim de ano da TV Globo, com aquele pessoal bonzinho que ama todo mundo e grava com playbacks. Tudo bem, não é assim tão ruim, estou de olho aqui no site da Globo.com e percebo que teremos as novidades mais quentes, como Marina Elali e Jareau, aquele rapper que disse que no Brasil tem um monte de bundas redondas. Claro, teremos Claudia Leite, porém, ela é a certeza de que não vou assistir ao Show da Virada. Segundo o próprio site, ela vai fazer (veja bem, não é uma ameaça, é fato) uma homenagem ao Michael Jackson! Por quê, meu Deus? Perdão, usei o Nome Sagrado em vão, nem mereço tal resposta. Mas registro aqui meu protesto e indignação, simplesmente por que alguém que já morreu não tem como se defender.



Amigo, ou inimigo leitor, é verdade: A foto é do ensaio da homenagem.


Como não adianta me lamentar, a vida vai se encarregando de preparar o terreno ruim desde já, com o especial nada especial "Por Toda a minha Vida" homenageando Cazuza. Vai lá, a música é muito boa, mas colocar o elemento em posição de dignidade social é demais! Classe Média, com um pai que não sabia o que fazer com o figura, traficou drogas, transou com todo mundo e isso é digno de algum mérito? Artisticamente ele foi muito bom, e só. Não há nada em Cazuza que devamos levar como modelo, a não ser o fato de que ninguém é totalmente inútil, pelo menos, ainda serve de mal exemplo. Eu digo, se quiser realmente assistir, esteja à vontade, mas pelo menos, tire as crianças da sala. Tudo bem, ele já morreu, não tem como se defender, então sugiro que a Claudia Leite faça uma versão axé de Codinome Beija-Flor, essa homenagem sim, Cazuza merece.

Meus heróis morreram de overdose, e outros males. A TV, por falta de outros, os mantém em evidência. Afinal, quem é o inimigo?

2 comentários:

Anônimo disse...

sou fâ de muitas músicas do Cazuza, algumas me emocionam até as lágrimas, mas não misturo a vida pessoal dele com o artista. sou fâ do artista.

ALLAN LUIS PEREIRA disse...

Concordo leitor, hoje a sociedade precisa de bons artistas, que complementem sua arte com bons exemplos sociais (reais), lamentavelmente os consumidores de mídia não aprenderam a separar as coisas. Obrigado pela visita, volte sempre.